3bits Recomenda 03.04.2015

Realidade Virtual – Aproximando Pessoas

Realidade Virtual – Aproximando Pessoas

As aplicações da realidade virtual têm evoluído rapidamente. O que antes era reconhecido como um jogo simples de sensações, está se tornando uma ferramenta que possibilita experiências únicas e incrivelmente reais.

E como qualquer outra nova tecnologia, ela  vem levantando questionamentos.

Muitos acreditam que as pessoas vão se afastar, passando a viver em seus próprios universos, contidos em caixas como o Google Cardboard. Porém, o que vem sido apresentado é algo completamente diferente. Experimentar a realidade de outra pessoa de forma intimista pode na verdade exercitar nossa empatia.

Projetos como Clouds Over Sidra mostram o potencial que a realidade virtual tem de promover diálogos e aproximar pessoas. No documentário, produzido pela VRSE.works para as Nações Unidas em parceria com a Samsung, o usuário vive um dia como Sidra, uma garota síria que se encontra em um campo de refugiados no Jordão.

Essa experiência permite um olhar sobre o conflito que nenhum noticiário pode dar. Ao se tornar Sidra através da realidade virtual, nos aproximamos um pouco mais dos 84.000 refugiados da guerra civil.

O filme Perspective; Chapter I: The Party de Rose Troche e Morris May, tem um objetivo similar. Nele, vivenciamos uma festa de faculdade por duas perspectivas: a de uma garota tímida que foi drogada e um homem que assiste seu abuso. Como Clouds Over Sidra, Perspective nos faz experimentar algo que nenhum relato dito ou escrito poderia nos fazer sentir, nos fazendo refletir sobre o assunto com maior atenção.

Mas o que isso pode contribuir para as marcas?

A tecnologia da realidade virtual cria a chance de engajar ainda mais os consumidores, como fez a Samsung para promover seu próprio headset de realidade virtual. Eles possibilitaram um pai estar presente no nascimento de seu filho, mesmo estando a quilômetros de distância. Ao escolher essa abordagem para seu produto, a Samsung mostra que esse recurso é muito mais do que alguns truques que enganam os sentidos. Essa é uma ferramenta que tem um poderoso potencial de contar histórias.
Estamos vivendo um momento onde podemos fazer coisas que antes eram apenas imaginadas em romances de ficção científica. Essa é a oportunidade de ir além e criar um conteúdo que não vai só entreter ou vender, mas também emocionar e gerar diálogos.

Gostou do Post ou quer compartilhar algo?

Mande um e-mail pra gente.