3bits Vision 18.07.2017

3bits Vision – Review Cannes 2017 – Parte 1

3bits Vision – Review Cannes 2017 – Parte 1

A premiação de Cannes 2017 ocorreu há algumas semanas e pudemos novamente observar algumas pautas que foram valorizadas na cerimônia, demonstrando os caminhos para a comunicação nos próximos anos. Assim como fizemos em algumas edições anteriores, selecionamos alguns exemplos de destaque para comentar:

Responsabilidade Social: temas de repercussão global chamaram a atenção

Como já tem sido regra nos últimos anos, para ganhar Leões não basta ser criativo, mas sim saber como usar essa criatividade para ajudar a construir um mundo melhor. Sendo assim, empresas e entidades que realizaram ações de comunicação de responsabilidade social se destacaram, principalmente quando ligadas a temas de grande apelo neste momento em todo o planeta, como o aquecimento global, a questão dos refugiados e das minorias.

“Baltic Sea Project / Aland Index”

Foi lidando com o tema da proteção do meio ambiente que RBK Communication conseguiu chamar atenção do mundo inteiro para o Åland Bank, um banco de uma pequena ilha localizada entre a Finlândia e a Suécia.

Para isso, criou o o Baltic Sea Project, um projeto que visava conscientizar os clientes para o impacto ambiental das transações realizadas através da análise da combinação de diversos fatores. Esse impacto é mostrado todos os meses para os clientes através de um relatório, o “Aland Index”, que também demonstra formas de compensar a emissão de carbono e os danos ao ambiente. Os clientes que cooperavam financeiramente receberam um cartão de crédito feito de material biodegradável como agradecimento.

A campanha conseguiu arrecadar mais de 380 mil de euros para programas de proteção ambiental, alcançando 350 milhões de pessoas no mundo inteiro e elevando o brand awareness em 308%. Números impressionantes para um pequeno banco, que renderam um dos GP de Cyber para a campanha.

“Meet Graham”

Acidentes de trânsito matam mais pessoas por ano do que guerras. Quando a Transport Accident Commission Victoria solicitou para a Clemenger BBDO Melbourne uma campanha para ajudar a conscientizar motoristas para os riscos desses acidentes, eles buscaram uma maneira de fugir do trivial.

Foi assim que nasceu Graham, o único homem com o corpo evoluído para sobreviver a acidentes de trânsito, desenvolvido através de informações obtidas de especialistas de diversas áreas da ciência. Para ajudar na visualização, um “Graham” em tamanho real foi construído e exposto para o público. Graças à sua aparência assustadora, ele se tornou assunto da semana em telejornais e redes sociais no mundo inteiro. Em Cannes, a campanha levou 29 Leões para casa, sendo um GP de Cyber e outro em Health And Wellness.

“Unsafety check”

Questões ligadas às minorias também geraram muitos debates nos últimos anos. No caso dos EUA, conflitos raciais ocasionados pelo tratamento violento recebido por pessoas negras pela polícia ocasionaram protestos em todo o país, dando origem ao movimento Black Lives Matter.

Em uma ação criada para este movimento, a J. Walter Thompson New York recriou a ferramenta de “Safety Check” do Facebook, utilizada durante tragédias para que pessoas possam avisar a amigos em familiares que estão seguras.

No caso, foi desenvolvida uma ferramenta que fazia o inverso, o “Unsafety Check”, através da qual pessoas negras podiam se marcar como “inseguros” em suas cidades, elevando o conhecimento da causa. A inventividade da ação foi reconhecida com 7 leões, entre eles um de Ouro, em Cyber.

“The Refugee Nation”

Outro tema de repercussão global é a questão dos refugiados. Para ajudar a trazer mais conhecimento para esse importante problema, a Ogilvy & Mather New York fez uma ação que se tornou inesquecível: a criação de um time de refugiados para disputar as Olímpiadas do Rio, em 2016.

O time contava inclusive com bandeira (inspirada nas vestes salva-vidas usada pelos refugiados nas travessias marítimas) e hino. A ação foi reconhecida com 18 Leões, sendo 1 Titanium, 7 Ouros, 4 Pratas e 5 Bronzes, e foi a vencedora do Grand Prix For Good, um prêmio criado especialmente para premiar grandes ações voltadas para organizações de caridade e sem fins lucrativos.

“Fearless Girl”

Mas o maior destaque desse ano foi com certeza a Fearless Girl. Produzida pela McCann New York para a State Street Global Advisors, a estátua de uma garotinha destemida posicionada em frente ao famoso “Charging Bull” em Wall Street se tornou um hit mundial.

Ações criativas que trabalhavam com temas como as questões de igualdade e gênero tem ganhado mais destaque a cada edição do prêmio. Lançada no Dia Internacional da Mulher, a estátua da garotinha representa ao mesmo tempo a coragem e a força das mulheres para enfrentar as dificuldades do mundo (representadas pela estátua do Touro, que ganhou um novo significado).

O que era pra ser uma ação breve acabou virando um ponto turístico e se tornou uma instalação permanente. Em Cannes, foi reconhecida com 18 Leões, sendo 4 Grand Prix, entre eles o prestigiado GP de Titanium, destinado apenas às ideias mais revolucionárias.

Podemos ver que encontrar formas criativas de abordar temas importantes e colaborar com as transformações na sociedade é algo que faz a diferença em Cannes.

Para segunda parte desse post, falaremos sobre a importância dada pelos jurados às formas inovadoras de utilizar as tecnologias existentes para se comunicar com o público. Até lá!

Para ver o que falamos da edição de 2015 do prêmio, clique nos links abaixo.

Parte 1: goo.gl/Vi6eBL | Parte 2: goo.gl/CTTpr1 | Parte 3: goo.gl/y4H1Jn

Crédito Imagem Home: Stefano Martini

Gostou do Post ou quer compartilhar algo?

Mande um e-mail pra gente.